Blogs Portugal

terça-feira, 5 de novembro de 2013

O 1640 do Paulinho

A solução final

O ministro Crato afirmou que os portugueses necessitariam de estar um ano sem comer para pagar a dívida do estado.

De acordo com a Pordata, o ordenado médio dos portugueses em 2011 era 905€ o que corresponde a um rendimento anual (14 meses) de 12670€.
Vamos supor que os dois membros de um casal ganham o mesmo, o que daria 25340€.
Consideremos agora valor médio de 100.000€ para uma casa adquirida pelo mesmo casal.
Conclusão: Esta família levaria 4 anos(!!!) sem comer para liquidar a hipoteca ao banco.
Se fizéssemos o cálculo para o rendimento líquido teriam ainda mais uns anitos para pagar a dívida. 

Se a demagogia e a parvoíce matassem, teríamos finalmente eleições antecipadas.

sábado, 2 de novembro de 2013

O golpe de estado do Angelito

Corria o ano de 1982 quando, durante uma greve geral, o Ângelo Correia, na qualidade de Ministro da Administração Interna do VIII Governo Constitucional liderado por Pinto Balsemão, veio à televisão denunciar uma situação de insurreição iminente, apresentando como prova a interceção pela polícia de um carro que transportava uma caixa com pregos destinados a furar pneus e criar o caos no país. Este episódio ficou conhecido como a “insurreição dos pregos”.
Passados 31 anos, o impagável Angelito dos pregos resolve ter outra ideia genial e sugerir que: o Parlamento devia decretar um estado de emergência nacional que pudesse suspender alguns preceitos constitucionais durante algum tempo. Esta “brilhante” ideia vem recuperar o desejo anteriormente expressado (em tom irónico, dizia ela) pela sua amiga(?) Manuela Ferreira Leite.
O maior problema das democracias sempre foi a falta de democratas.