Blogs Portugal

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Regresso ao passado para prevenir o futuro

O Luis Filipe Vieira quer viajar no tempo até Maio de 1961 para assistir ao vivo ao Benfica-Barcelona e saber como é que se ganhava aos catalães, mesmo sem estas transferências malucas. Qualquer semelhança com o "Back to the Future" é pura coincidência. 

segunda-feira, 27 de agosto de 2012


Para além da peixeirada


Este modelo televisivo, que junta um “representante” de cada um dos três “grandes”, até pode dar algum ganho em termos de audiências televisivas por partes das faixas de telespectadores mais incondicionais, facciosos, fanáticos ou mesmo fundamentalistas.
O futebol é que parece não ganhar nada com o espetáculo proporcionado.
De todos os, dispensáveis, programas deste tipo destaca-se, pela negativa, o “ Dia seguinte” da SIC Notícias.
Àquele momento televisivo, só não lhe chamaríamos “peixeirada”, porque as peixeiras nos merecem mais respeito que os emproados e arrogantes senhores.
A técnica utilizada é vomitar ódio e intolerância, falando o mais alto possível para não deixar que outros sejam ouvidos.
Eles querem lá saber dos problemas do futebol. O que lhes interessa é apenas atacar, de modo inflamado e histérico, os seus opositores.
Sugiro que a SIC Notícias insira na imagem emitida um decibelímetro. Ficaríamos assim a saber o nível sonoro produzido por cada interveniente e, consequentemente, quem estaria a “ganhar” o debate (?).    

domingo, 26 de agosto de 2012

Três cabeças e uma sinergia negativa

Coelho: Primeiro-ministro faz de conta
Relvas: Primeiro-ministro executivo
Borges: Primeiro-ministro para as privatizações
Inspirado no conceito da Troika, este governo adotou um modelo de governação tricéfalo.
Acontece que, como os três “primeiros” estão muitas vezes dessincronizados, isso resulta num caos governativo perfeitamente notório.
Dir-se-ia que se estabeleceu uma sinergia negativa e, mais do que remodelação, este governo necessita de uma extinção. 

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Esta cara não me é estranha.

Trata-se de uma semelhança extraordinária ou de uma tentativa falhada do JJ passar despercebido ?
Atacado pela síndroma de Artur Jorge, o “rei da tática” continua, com as suas geniais adaptações, a transformar avançados excedentários em defesas e a dispensar jogadores indispensáveis, tudo no prosseguimento da sua cruzada de destruição de uma equipa.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Julgamento por conveniência

Finalmente vai ser feita justiça a um criminoso ao nível do Jack o estripador. Não se sabe ainda qual o local da execução do Luisão XVI.



A isenção bicéfala da TVI


Após a saída da Manuela “Bocas” Guedes, a TVI tinha que preencher essa valiosa lacuna deixada pela inestimável senhora.
Dentro de uma lógica que o Francisco Louçã parece ter também adotado, optou pelo comentário bicéfalo e contratou o Marcelo Rebelo de Sousa e o Marques “Tangerina” Mendes.
É um fartar vilanagem de independência, isenção e objetividade com que o Laranja e o Tangerina nos brindam todas as semanas. 

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Eça é que é Eça

Para quem acusava o seu antecessor de “vender ilusões” e não dizer a verdade ao país, seria de esperar muito mais do PPC, uma vez que pouca gente acredita, a começar pelo próprio ministro da economia, que a recessão possa acabar em 2013.

domingo, 19 de agosto de 2012


Porque é que não se calam!

Estando, no ranking da bancarrota, mais à frente que no ranking da FIFA, tendo mais de um milhão de desempregados e uma economia em implosão, seria lícito esperar que os telejornais abrissem a falar desses problemas.
Em vez disso, assistimos ao início dos referidos serviços noticiosos com “bocas” e “contra-bocas” destas duas ilustres personagens.
A troca de insultos e insinuações já atingiu um rating de lixo e as piadas bacocas (por vezes boçais) não teriam sequer nível para serem incluídas em qualquer revista do Parque Mayer.
São as meninas da fruta ou a fruta das meninas, são as cassetes e os pneus, são a alegada corrupção e o alegado roupo, são os apitos multicolores, são as “quinhentinhas”, são as viagens e um rol interminável de insinuações gratuitas ou acusações sem provas legitimadas.
Todavia, nada disto tem consequências, porque temos uma justiça kafkiana e quase inútil, onde a corrupção e a impunidade estão ao nível de qualquer país do terceiro mundo.
Caros senhores; resolvam os vossos problemas pessoais, andem à estalada, marquem um duelo, reformem-se, desapareçam, mas por favor…  DEIXEM-NOS EM PAZ.

sábado, 18 de agosto de 2012

Onde está a liderança deste desgoverno ?
Pouco tempo depois de o PPC ter afirmado, na festa do Pontão(?), que 2013 marcaria a inversão da tendência recessiva, aparece o Álvaro a por travão ao entusiasmo(?) do chefe e a dizer que não é bem assim, que há muitas variáveis, internas e externas e que "previsões macroeconómicas são previsões macroeconómicas" (uma palissada).
Torna-se notório que o PPC perdeu a mão no governo e qualquer réstia de credibilidade que ainda pudesse subsistir. 

sexta-feira, 10 de agosto de 2012


Políticos desaparecidos

Durão Barroso:
O Marcelo, sempre atento aos prováveis candidatos às presidenciais, já perguntou por ele.
A ideia é não dar nas vistas, para não lhe ser imputada qualquer responsabilidade na crise europeia. Não dava muito jeito aparecer aos portugueses com a aura de “estadista internacional” afetada.
Foi visto em Bruxelas, numa das cervejarias da Grand-Place a aviar umas Stella-Artois e umas Leffe.

Relvas:
Fez “cut and paste” de uns textos da Wikipedia, juntou umas tampas da Farinha Amparo e está a preparar o doutoramento.
Nas horas vagas, coloca uns amigos nuns cargos importantes, saneia uns jornalistas, obtém informações importantes das secretas e prepara a venda da RTP.

Álvaro:
Voltou para o seu antigo emprego no Canadá, como guarda da Polícia Montada e está a escrever dois livros; “É a economia, Álvaro” e “Como lixar a economia de um país em 365 dias”.

Seguro:
Continua a ser oposição responsável e inútil. Depois da única ideia para o país que consistia em pedir mais um ano à Troika, está a preparar outra ideia. Desta vez, vai em pedir mais dois anos. Genial.

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

As criações do CM
Na sua qualidade de referência incontornável entre os pasquins portugueses, o sempre atento CM veio pôr a descoberto uma rarefação capilar na cabeça iluminada do nosso primeiro. Tal como a dieta para “não ficar barrigudo”, este é sem dúvida outro acontecimento importante que contribui para fazer esquecer a realidade de uma EU em desagregação acelerada, o aumento imparável do desemprego e o empobrecimento galopante dos portugueses. Bem-haja o Correio da Manhã por tanto contribuir para a anestesia dos portugas

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

A importância do Durão

Alguém sabe o que se passa com o Durão Barroso (vulgo cherne) que, aparentemente, desapareceu em combate? Ouvimos falar a Merkel, o Hollande, o David Cameron e outros protagonistas importantes e o Durão continua caladinho e obediente que foi para isso que o puseram lá. Esporadicamente, lá aparece a debitar umas banalidades irrelevantes e depois… volta à Grand-Place para beber umas cervejolas belgas (bem boas). Em Portugal, quando tomou posse como PM, encheu o peito e declarou que “o país estava de tanga”. Passado algum tempo, constatando que afinal o país estava a evoluir para o “fio dental” e a coisa começava a ficar ainda mais preta, moveu afanosamente as suas influências e, passando a perna ao António Vitorino, lá arranjou um tacho importante (bem pago) na EU. Deixou assim o país entregue ao Santana Flops das incubadoras (que o senhor Silva considerava “má moeda”) e lá se pirou para Bruxelas, mandando lixar o país.
Tanto patriotismo.