segunda-feira, 27 de junho de 2016

O novo euro, segundo Juncker após o décimo copo
A Comissão Europeia deverá recomendar a aplicação de sanções para Portugal e Espanha no âmbito dos Procedimentos por Défices Excessivos, noticia o “Le Monde“.

domingo, 19 de junho de 2016

quarta-feira, 15 de junho de 2016

VAMOS CONTINUAR A INSISTIR

O que é que se passa com os Panama Papers ???
Depois da informação inicial disponibilizada, filtrada segundo critérios muito suspeitos, o Expresso e a TVI remeteram-se ao silêncio e o tempo vai passando rumo ao esquecimento.
ATÉ QUANDO VAMOS PERMITIR QUE ISTO ACONTEÇA???

terça-feira, 14 de junho de 2016

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Ó pá, ó Medina, isso não se faz.
Então, aproveitas o facto do Marcelo andar lá pelas Franças e fazes o desfile das Marchas de Lisboa sem convidares o nosso presidente?
Agora, vais ter que repetir o desfile e convidá-lo, mas desta vez para fazer parte de uma das marchas.
Que isto não se repita.
 Pese embora a areia na engrenagem que os pafiosos, com a ajuda dos amigos de Bruxelas, vão tentando meter, a geringonça lá vai andando e contrariando a tese de equilibrio instável que muitos "opinion maker" da nossa praça referiam até à exaustação.

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Recuperar o 1º de Dezembro
Um ex-primeiro ministro, enquanto para tuga ver finge que está contra, através dos amigos do PPE, anda a tentar que Portugal sofra sanções por um défice que ele não cumpriu.
Outro ex-primeiro ministro, que se esteve nas tintas para o país e cavou para Bruxelas à procura de melhor tacho, anda agora a promover a candidatura de um concorrente à candidatura portuguesa a secretário-geral da ONU.
O que há de comum entre os dois? PAFIOSOS

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Ver CM)

“Paulo Portas vai criar uma empresa para dar consultadoria em Portugal e no estrangeiro. É através dessa sociedade que o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros e ex-vice-primeiro-ministro irá trabalhar com a Mota-Engil e com entidades estrangeiras que solicitem os seus serviços.” 

"OS SETE TRABALHOS DE PORTAS" (Ver Expresso
Neste caso, "trabalhos" parece um excelente eufemismo para "tachos"

terça-feira, 7 de junho de 2016

UM LIXO DE DISCURSO
Um discurso de intriga que, (como argumento único) pretende fazer crer aos incautos que o governo só faz o que o PCP e o Bloco mandam.
À falta de ideias, vai repetindo até à exaustação este argumento infantil, tanto para os tugas como lá fora, parecendo que pretende assustar (de forma muito pouco patriótica) os potenciais investidores na nossa economia.
Tudo serve para tentar, desesperadamente, voltar ao poder.